Educação para a Cidadania: ONG e Escolas juntas em projeto-piloto

previous arrow
next arrow
Slider

A 10 e 11 de Outubro, juntaram-se em S. Pedro do Estoril os vários intervenientes do projeto Educação para a Cidadania: promotores, implementadores, avaliador externo e consórcios vencedores do concurso lançado no âmbito do projeto.  

O encontro residencial de dois dias teve como propósito o aprofundamento de conhecimento(s) das 21 pessoas participantes. Durante este tempo, tiveram oportunidade de criar novas ligações e fortalecer as já existentes, conhecer melhor o projeto “Educação para a Cidadania” e os Planos de Ação de cada consórcio, e fortalecer o seu conhecimento relativamente aos conteúdos e pressupostos do projeto, nomeadamente a visão Whole School Approach e a sua ligação à proposta de Educação para a Cidadania Global.  

Ao longo do primeiro dia do encontro, após um aprofundamento e discussão sobre o projeto- pai “Educação para a Cidadania”, cada consórcio teve a oportunidade de apresentar o seu plano de ação: 

AIDGLOBAL  EB e Secundária Prof. Dr. Francisco de Freitas Branco, Porto Santo 

“Da Escola para o Mundo” 


Este projeto prevê 3 resultados ligados à promoção de voluntariado, à Democracia na escola e aos Direitos Humanos e desenvolvimento sustentável.  

A comunicação e a reflexão crítica são os pressupostos-base do projeto, que tem como propósito ligar ONG e escolas e criar uma maior interação entre estudantes e comunidade. 

YUPIAE de Gondifelos e Famalicão em Transição 

“Educação para a Cidadania 2.0”


Este projeto pretende desenvolver temas como Direitos Humanos, Igualdade de género, interculturalidade, desenvolvimento sustentável, educação ambiental e instituições e participação democrática.  

Tem como fim último que a escola se torne num local mais democrático e com um maior sentido de compromisso e responsabilidade pelo processo educativo  

FEC – Fundação Fé e Cooperação e Agrupamento de Escolas da Damaia 

“Pelotão 2030” 


Assente na ideia-base de que é necessário reconfigurar a Escola e a comunidade educativa e local, este projeto procura reforçar as competências de cidadania nas pessoas envolvidas, sensibilizá-las e reforçar o seu papel na Educação para a Cidadania, promover uma rede que fomente a colaboração e a partilha entre a escola e as organizações com atuação local.  

Para além do convívio, a noite serviu para trocar algumas ideias, conhecimentos e recursos úteis para cada um dos projetos e para o trabalho diário de cada elemento do grupo.  

O início da manhã do segundo dia, focou-se na análise da visão Whole School Approach, apresentada  pelo  European Wegerland Centre. Discutiu-se como utilizá-la na construção de uma Escola mais Democrática e Inclusiva, onde, com base em valores democráticos e nos princípios dos Direitos Humanos, todas as partes interessadas da comunidade educativa se envolvem e se comprometem. Na segunda parte da manhã, ligou-se esta visão aos pressupostos de Educação para a Cidadania Global, apresentados pela FGS.  

Na última parte do encontro, o foco foi a ferramenta de aferição das competências de cidadania que o projeto se propõe a desenvolver. O Centro de Investigação para o Desenvolvimento Humano da UCP apresentou a proposta atual e refletiu-se com os consórcios sobre a sua implementação nas escolas. 

No seu todo, as avaliações dos e das participantes no encontro foram muito positivas, destacando-se o espaço para o conhecimento e inter-relação das pessoas presentes e as metodologias adotadas.  

“O Encontro foi, de facto, uma oportunidade de conhecer novas realidades, novas pessoas, diferentes formas de trabalhar.” 

O projeto Educação para a Cidadania é uma iniciativa do programa Cidadãos Ativ@s promovido pela Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação Bissaya Barreto, e implementado pela Fundação Gonçalo da Silveira (FGS) e pelo Centro de Investigação para o Desenvolvimento Humano da Universidade Católica Portuguesa – Centro Regional do Porto (CEDH-UCP).