Já pode subscrever a Carta Aberta pelo Direito ao Lugar

O vídeo de apresentação da Carta Aberta pelo Direito ao Lugar, filmado e editado por Gustavo Lopes Pereira | Âmago.

Esta Carta Aberta foi elaborada em resposta ao problema da perda significativa de habitantes nas zonas rurais e nos centros das grandes cidades: parte da identificação das razões que forçam as pessoas a prescindir de viver em lugares com que se identificam, a que se sentem ligadas e a que sentem que pertencem e apresenta um conjunto de medidas capazes de contribuir para a proteção do Direito ao Lugar. São medidas na área da habitação, mobilidade, integração e participação ede grupos vulneráveis, emprego, espaços públicos e acessibilidade a serviços de interesse geral, que se propõem a diferentes instâncias de poder político (ao nível local e central e europeu) e aos media.

A Carta Aberta é resultado de um processo colaborativo que decorre desde 2019, envolvendo um conjunto de 42 organizações da sociedade civil*, do Centro do País e da Grande Lisboa. Foi desenvolvida no âmbito do projeto LigAções, promovido pelo Graal Portugal e pela FGS | Fundação Gonçalo da Silveira.

O projeto Ligações é promovido em conjunto pelo Graal e FGS, e cofinanciado pelo Programa Cidadãos Ativ@s, componente dos EEA Grants e gerido pela Fundação Calouste Gulbenkian e pela Fundação Bissaya Barreto.


* 1,2,3 macaquinho do xinês, Academia Cidadã, Activar, ADSCCL – Associação de Desenvolvimento Social e Cultural dos Cinco Lugares, Akto, Amarelo Silvestre, AMRT Transcultural, Associação dos Amigos do Convento de Santa Maria de Seiça – SMS, Associação de Imigrantes da Lousã, Associação Juvenil Ponte, Associação Horta Nossa do Mercadinho do Botânico, Avaal Ecologia Cívica, Banco de Tempo Coimbra, Banco de Tempo Lumiar, Caixa de Mitos, Bicicultura Portugal, Casa da Esquina, Casa do Sal da Figueira da Foz, Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, Viver Telheiras, Cicloficina dos Anjos, Companhia da Chanca, CriCity, Fábrica de Alternativas, Fundação Friedrich Ebert Portugal, FGS I Fundação Gonçalo da Silveira, Foge comigo, GAF Gouveia – Cidadania, Grupo de Solidariedade Social, Desportivo, Cultural e Recreativo de Miro, Graal Portugal, Habita, Stop Despejos, Grupo de Consumo “Horta na Cidade”, ICS – Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, Letras Prá Vida, Livraria Mais, Moledo Com Vida , Projeto Transformar, Raízes – Associação de Apoio à Criança e ao Jovem, Vizinhos de Arroios, Vizinhos do Areeiro, ZERO – Associação Sistema Terrestre Sustentável.