Sinergias ED aumenta comunidade colaborativa

posted in: Cidadania Global | 0

Um número inédito de 27 organizações de todo o país estão a integrar a 2ª edição do projeto Sinergias ED: fortalecer a ligação entre investigação e ação na Educação para o Desenvolvimento em Portugal, iniciativa que está em curso até junho de 2018.

Tal como sucedeu na sua 1ª edição, o Sinergias ED voltou a convidar a Academia e a Sociedade Civil para formar grupos de trabalho conjunto e desenvolver, de forma colaborativa, ações e estudos com foco no campo da Educação para o Desenvolvimento (ED). Reforçar o trabalho conjunto entre estas áreas – a da investigação e a da ação – é um dos objetivos deste projeto que espera, assim, criar oportunidades para novas parcerias relevantes no âmbito da ED.

A adesão não podia ter sido mais expressiva. Estão já constituídos 9 grupos de trabalho, envolvendo um total de 16 Instituições de Ensino Superior e 11 Organizações da Sociedade Civil, através de uma participação voluntária.

“Trata-se de um processo de aprendizagem colaborativa. E reforçar esta comunidade colaborativa é um dos nossos grandes desejos com o projeto Sinergias ED, já que nos possibilitará deixar um contributo efetivo muito para além da duração do projeto”, refere Jorge Cardoso, da FGS.

 

III Encontro de trabalho

As dinâmicas de trabalho colaborativo são facilitadas por Encontros presenciais regulares, organizados pela equipa de dinamização do Sinergias ED. O mais recente momento de encontro aconteceu a 2 de outubro, pela primeira vez no Porto, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Na ocasião estiveram presentes 25 participantes.

Na implementação do projeto Sinergias ED são parceiros da FGS, o Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto (CEAUP) e o Centro de Intervenção para o Desenvolvimento Amílcar Cabral (CIDAC), ambas organizações com vasto conhecimento no campo da ED.

Saiba mais sobre o projeto Sinergias ED aqui.