Catástrofes naturais: organizações jesuítas procuram melhorar a sua capacidade de resposta

A Rede Xavier, rede internacional das organizações jesuítas a atuar na área do desenvolvimento, continua o seu trabalho no âmbito na Ajuda Humanitária e de Emergência. O fortalecimento das capacidades de prevenção e de resposta a catástrofes naturais está entre as prioridades.

A destruição provocada pelo tufão Haiyan nas Filipinas, em 2013, levou à intervenção imediata da Rede Xavier e ao seu apoio à implementação do Protocolo para a Redução de Risco de Desastre (RRD).

O protocolo, que engloba cinco fases distintas, foi delineado pela Conferência Jesuíta da Ásia e Pacífico (JCAP) com o objetivo de melhorar o processo de reconstrução e de resposta das zonas afetadas e está a ser conduzido pelos Jesuítas nas Filipinas.

 

JCAP protocol

Este quadro de resposta para situações de emergência foi um dos temas em debate no Encontro ‘Networking for Justice’ realizado em novembro passado em Loiola e em que a Fundação Gonçalo da Silveira esteve presente. Participantes das várias organizações jesuítas debateram, em detalhe, a importância e os aspetos a ter em conta numa intervenção protocolada como parte do seu trabalhado de Assistência Humanitária.

Em visita recente às Filipinas, Cristina Fernández-Durán, responsável de projetos da Rede Xavier, conversou com as equipas das organizações locais Simbahang Lingkod ng Bayan e do Environmental Science for Social Change sobre os últimos trabalhos. Destacam-se a criação de uma sala multiusos para evacuações, em Culion, o fortalecimento das capacidades locais para resposta a desastres, na região de Visayas Oriental, e a articulação com o Governo para garantir devidos planos de realocação e acesso à habitação pelas populações das zonas mais afetadas.

A Rede Xavier tem contribuído para a implementação deste protocolo com apoio técnico e também financeiro, através dos fundos angariados pelas várias organizações nos seus países, como é o caso da Fundação Gonçalo da Silveira em Portugal.

 

Fonte: ecojesuit